Importância da autoavaliação no coaching vocacional

Você só conseguirá progredir e ter bons resultados se a todo momento fizer uma análise clara do que está bom e do que necessita melhorar ou mudar.

Compartilhe essa página

Importância da autoavaliação no coaching vocacional

É hora de se autoavaliar, de revisar os aprendizados e planejamentos, colher os frutos de ter passado por todo processo e, por fim, seguir no rumo certo.

Enfim, chegou a última etapa do processo de coaching vocacional.

A etapa da autoavaliação, onde o aluno, após ter passado por todo o processo, consegue fazer uma retrospectiva do que aprendeu e conseguiu agregar para sua vida e para seu objetivo final no processo de coaching.

Antes de falar sobre a última etapa, faremos uma retomada das etapas anteriores.

Primeiramente falamos sobre a etapa do autoconhecimento, onde o aluno começou a fazer um reconhecimento de si, enumerando suas paixões, suas habilidades e suas competências, bem como teve a clareza de todos os pontos que necessitava alavancar para ter sucesso com a carreira de sua escolha.

Depois veio a fase do planejamento e ação, onde o aluno começou a organizar melhor sua agenda, se livrou de hábitos improdutivos e ainda conseguiu um melhor rendimento de seu tempo, ficando mais focado e menos disperso.

Aqui o tempo começou a ser melhor dividido de modo que há a possibilidade de estudar e ainda ter um tempo livre para o lazer.

A terceira etapa foi a etapa das pesquisas, a hora de fazer um estudo a fundo do mercado profissional e das universidades e, assim, afunilar as opções que tinha em mente, fossem de profissões ou de faculdades a cursar.

Passadas por todas essas etapas, o aluno já se sentirá mais leve, pois já terá clareza da sua escolha profissional. Também conseguirá perceber um amadurecimento pessoal, conseguindo perceber que desenvolveu algumas habilidades como por exemplo: comunicação, atenção, foco e concentração.

As mudanças também ficam perceptíveis a todas as pessoas que convivem com ele, como os pais, amigos, professores e até coordenadores e diretores da escola.

Supondo, por exemplo, que você começou o processo de coaching com duas profissões em mente: medicina ou engenharia de computação. A primeira por ser uma tradição de família e a segunda por gostar, porém sentia receio já que não gostava de estudar matemática, mas adorava computadores.

Na etapa de autoconhecimento você percebeu que não tinha vocação para medicina, que só considerava essa opção porque muitas pessoas da sua família seguiram essa carreira, além de perceber que não tinha as aptidões necessárias, então abandonou essa opção.

Fez todo seu planejamento de modo a eliminar distrações e melhorar sua produtividade nos estudos e conseguiu com isso atingir notas maiores em matérias de exatas na escola, que antes dizia que não gostava e não sabia estudar.

Na etapa de pesquisas avaliou como era o trabalho de um engenheiro de computação e conversou com profissionais que atuam nessa área e nessas pesquisas conseguiu ver que ainda tinha outras opções como por exemplo fazer ciência da computação ou sistemas de informação, cursos que antes da pesquisa você desconhecia.

Então na autoavaliação pegou todas as opções, fez um paralelo com todas as suas reais paixões, habilidades e competências e o que você precisava desenvolver para desempenhar de maneira satisfatória essa profissão chegando então a sua decisão, depois de passar por todo esse processo.

Faz-se importante analisar os aprendizados e conquistas até o momento e se está tomando o rumo certo, fazendo uma avaliação contínua sobre si mesmo, como por exemplo "estou realmente usando minhas competências e habilidades como posso e devo? "ou "estou seguindo o planejamento a que me propus?”

Você só conseguirá progredir e ter bons resultados se a todo momento fizer uma análise clara do que está bom e do que necessita melhorar ou mudar.

Com a autoavaliação é possível ter um equilíbrio na vida de uma maneira geral e com isso alcançar resultados surpreendentes mesmo após o fim do coaching.

Pode ser usada em várias partes da vida além do estudo como saúde, finanças, amizades e relacionamentos.

Quando em algum momento você sentir que há algo faltando nos seus estudos, pare e reflita, identificando onde está a carência.

Após realizar essa avaliação, é possível usar as ferramentas já utilizadas nas etapas de planejamento e entrar em ação novamente.

É muito importante realizar esse balanço e colocar em prática as ações necessárias, já que essa é a receita para seu sucesso, que você aprendeu durante o coaching vocacional.

Além disso, depende unicamente da sua vontade e esforço poder replicar isso para todas as áreas e durante toda sua vida daqui por diante.

_______________________________

Flávia Rocha (ex-aluna do Colégio Exatus) e Luana Lie são Coaches Vocacionais e de Carreira na Realiza Insight , com formação pelos melhores institutos do Brasil. Elas escrevem para o Portal Exatus todas as sextas-feiras e realizam o trabalho de coaching em grupo com os alunos do EM do Colégio Exatus.

Compartilhe essa página
Leia também:
we.digi - agência digital
Copyright © 2018 Todos os direitos reservados: Exatus Colégio e Vestibulares - Tatuapé